Blog

Dicas sobre Design e Visualização de dados para QlikView

Explanação, Exploração ou Exibição: para que serve seu projeto de visualização de dados?

Já tratamos aqui sobre a importância de se iniciar um projeto em QlikView (ou em qualquer framework de visualização de dados ou Business Intelligence) a partir de um briefing detalhado, evitando prováveis dores de cabeça no decorrer do trabalho.  O processo ideal deve envolver ainda a prototipação através de wireframes.

Tão ou ainda mais importante do que respeitar as etapas acima, é ter clara a função desejada com o projeto de visualização de dados. Isto é, a experiência funcional criada entre o design, os dados e o usuário final.
O design mudará consideravelmente dependendo se o seu objetivo for:

  • Oferecer uma explanação de um retrato dos dados;
  • Construir uma interface visual para exploração livre dos dados;
  • Usar os dados como exibição de auto-expressão.

Visualização de dados com a função de Explanação:

Na raiz da explanação reside a intenção de guiar a leitura dos dados através de uma narrativa. Há várias maneiras de “explicar” dados. Pode ser através de um Dashboard (ressaltando visualmente anomalias de análises pré-definidas), ou ainda através de gráficos acompanhados de texto de apoio (os dados servem apenas para confirmar a narrativa do texto).
Pode-se concluir que “storytelling” é uma das abordagens possíveis se a intenção for explanatória.

Exemplo de interface feita em QlikView com função de explanação:

inforpeople-qlikview-4

Visualização de dados com a função de Exploração:

Diferentemente da explanação, onde há uma condução explícita da leitura dos dados, a exploração visa permitir com que os usuários possam descobrir e interagir visualmente com os dados de forma livre. Em termos de interface, deve haver formas claras de interação, principalmente através de filtros e combinação de análises.
Enquanto na explanação o usuário apenas lê os dados, na exploração é ele quem tem o trabalho de encontrar a narrativa. É dele o papel de manipular os dados e descobrir histórias.

Exemplo de interface feita em QlikView com função de exploração:

dar-qlikview-anaylis

Visualização de dados com a função de Exibição:

A última classificação de função de um projeto de visualização de dados é a auto-exibição. Quer dizer que os dados servem primeiramente para exibir, atrair a atenção ou para demonstrar formas inovadoras e geralmente pouco eficientes para a leitura dos dados. Estamos tratando aqui de “data art”, que para uma abordagem voltada ao Business Intelligence deve ser evitada, mas que em algumas situações pode ser útil. Podemos dizer que aqui o objetivo principal é ornamentar os dados a fim de satisfazer esteticamente os usuários.

Exemplo de objeto feito em QlikView com função de exibição:

cloud-tag-qlikview

Tendo em mente as três funções demonstradas, é fundamental definir claramente qual delas (ou quais) o projeto de visualização de dados deve considerar, com base na habilidade dos usuários em manipular dados e nas suas expectativas.

Em ferramentas de Business Intelligence, estamos claramente tratando apenas de duas abordagens: Explanatória e Exploratória. Utilizar visualizações com função de Exibição (“data art”) pode ser bastante útil, mas apensas se a intenção for impactar visualmente.